Minha lista de blogs

Total de visualizações deste nosso ambiente:

Para receber um e-mail de cada publicação deste Blog increva-se aqui

quarta-feira, 27 de julho de 2016

A outra JMJ da Polônia: Czestochowa 1991

O que fala o Papa sobre o CAPITALISMO!

nho de 2016 Compartilhe no Google + Compartilhe no Twitter Compartilhe no Facebook REUTERS/Max Rossi:

Papa Francisco fala na Praça São Pedro, no Vaticano. 24/2/2016. REUTERS/Max Rossi

A encíclica Laudato Si ataca frontalmente o sistema capitalista. O que isto significa vindo de um Papa? Bergoglio não é marxista e a palavra "capitalismo" não aparece na Encíclica. Mas fica muito claro que para ele os dramáticos problemas ecológicos de nossa época resultam das "engrenagens da atual economia globalizada", engrenagens que constituem um sistema global, "um sistema de relações comerciais e de propriedade estruturalmente perverso".

 Quais são, para Francisco, estas características "estruturalmente perversas"? Antes de tudo, é um sistema no qual predominam "os interesses ilimitados das empresas" e "uma discutível racionalidade econômica", uma racionalidade instrumental que tem por único objetivo aumentar o lucro. Para o Papa, esta perversidade não é própria de um país ou outro, mas de "um sistema mundial, onde predominam a especulação e o princípio de maximização do lucro, e uma busca de rentabilidade financeira que tende a ignorar todo o contexto e os efeitos sobre a dignidade humana e o meio ambiente. Assim, se manifesta a íntima relação entre degradação ambiental e degradação humana e ética".

 A obsessão do crescimento ilimitado, o consumismo, a tecnocracia, o domínio absoluto da finança e a divinização do mercado são outras características perversas do sistema. Em sua lógica destrutiva, tudo se reduz ao mercado e ao "cálculo financeiro de custos e benefícios". Mas sabemos que "o meio ambiente é um desses bens que os mecanismos de mercado não são capazes de defender ou de promover adequadamente". O mercado é incapaz de levar em conta valores qualitativos, éticos, sociais, humanos ou naturais, isto é, "valores que excedem cálculos".

 O poder "absoluto" do capital financeiro especulativo é um aspecto essencial do sistema, como revelou a recente crise bancária. O comentário da Encíclica é contundente: "a salvação dos bancos a todo custo, fazendo a população pagar o preço, confirma o domínio absoluto das finanças que não têm futuro e só pode gerar novas crises, depois de uma longa, custosa e aparente cura".

 Sempre associando a questão ecológica e a questão social, Francisco constata: "a mesma lógica que dificulta tomar medidas drásticas para inverter a tendência ao aquecimento global é a que não permite cumprir com o objetivo de erradicar a pobreza". Existe uma longa tradição de crítica do capitalismo liberal, ou dos "excessos " do capital na Igreja Católica. Mas nenhum Papa foi tão longe nesta condenação como Francisco. O que a Teologia da Libertação tem a ensinar para a esquerda mundial, considerando suas diferentes correntes de pensamento? Em primeiro lugar, ela nos ensina que a religião pode ser outra coisa, diferente de simples "ópio do povo". Aliás, Marx e Engels já haviam previsto a possibilidade de movimentos religiosos com uma dinâmica anticapitalista. A esquerda deve tratar com respeito as convicções religiosas e considerar os militantes cristãos de esquerda como parte essencial do movimento de emancipação dos oprimidos. A teologia da libertação nos ensina também a importância da ética no processo de conscientização e a prioridade do trabalho de base, junto às classes populares, em seus bairros, igrejas, comunidades rurais e escolas. A igreja católica no Brasil está alinhada ao Papa Francisco? Boa parte dos bispos da CNBB está alinhada com Francisco. Alguns até gostariam que ele fosse mais longe. Outros, pelo contrário, acham que ele está colocando em perigo a doutrina da fé e tentam colocar obstáculos para suas propostas. Mas a Igreja brasileira, apesar de seus limites, em particular no que concerne ao direito das mulheres sobre seu corpo - divórcio, contracepção, aborto - é uma das mais progressistas do mundo católico. A "Opção Preferencial pelo Pobre", conjunto de ideias e ações práticas contrárias à lógica da acumulação e retenção de capital do atual sistema político e econômico, se colocadas plenamente em prática resultará em confrontos violentos. Como se posicionará o Papa neste cenário, em sua avaliação? A Igreja, tradicionalmente, busca "evitar" os confrontos violentos. Mas na Conferência de Medellín dos bispos latino-americanos, em 1968, foi adotada uma resolução importante que reconhece o direito de insurreição do povo contra tiranias e estruturas opressivas. Como sabemos, alguns membros do clero levaram sua opção libertária e seu compromisso com a luta dos pobres até as últimas consequências, participando de movimentos armados de emancipação.

Foi o caso de Camilo Torres na Colômbia, que resolveu aderir ao Exército de Libertação Nacional e foi morto em combate em 1966. Poucos anos depois, um grupo de jovens dominicanos deu seu apoio à ALN, dirigida por Carlos Marighella, no combate contra a ditadura militar. E nos anos 1970, os irmãos Cardenal e vários outros religiosos participaram da Frente Nacional de Libertação da Nicarágua. É difícil prever, no momento atual, que tipo de "confrontos violentos" se darão contra o sistema capitalista, e menos ainda qual será a posição.

Papa explica no Ángelus para que serve o Espírito Santo

Maximiliano Kolbe: o santo polaco que subswtituiu um prisioneiro condenado à morte...

JMJ: Assim conseguirão que faças a pergunta mais difícil de tua vida!

"VALORIZAR OS PEQUENOS GESTOS DE AMOR"

Bom dia ! 27 de julho de 2016 "VALORIZAR OS PEQUENOS GESTOS DE AMOR" Para Deus tudo tem valor, não existe pequeno ou grande gesto se a intenção é a mesma, isto é, amar a Deus no irmão. Jesus afirma que nem mesmo um copo de água oferecido por amor a Ele ficará sem recompensa. Não devemos agir pela recompensa, mas isso demonstra o quanto tem valor os pequenos gestos de amor. Não é bom idealizar um momento glorioso para viver a caridade, devemos vivê-la no dia a dia, momento por momento, essa é a sua grandeza. "Quem é fiel nas pequenas coisas, será fiel também nas grandes." (Lc 16,10) # "VALORIZZARE I PICCOLI GESTI D'AMORE" Per Dio tutto ha valore, non c'è piccolo o grande gesto se l'intenzione è la stessa, cioè amare Dio nel fratello. Gesù afferma che neanche un bicchiere d'acqua offerto per amore verso lui resterà senza ricompensa. Non dobbiamo agire per la ricompensa ma ciò dimostra quanto valore c'è nei piccoli gesti d'amore. Non è bene idealizzare un momento glorioso per poter vivere la carità, ma dobbiamo viverla giorno dopo giorno, momento per momento, questa è la sua grandezza. "Chi è fedele nelle piccole cose lo sarà anche nelle grandi."(Lc 16.10) Abraços, Apolonio Carvalho Nascimento apoloniocnn@gmail.com Links: Blogg: parolafocolare.blogspot.com.br Site: www.focolares.org.br